Prefeitura Municipal de Itabirito
licitações
em Andamento
chamamento
público
Controladoria transparência
e ouvidoria

Serviços

Conheça aqui todos os serviços prestados pela Prefeitura

Serviços

Sine

Inserção no mercado e geração de renda ao seu alcance.

Sine

Qualificação Profissional

Educando, profissionalizando e transformando estudantes.

Qualificação Profissional

Unidades de Saúde

A Saúde em Itabirito é algo levado a sério. Estamos sempre prontos para cuidar de você.

Unidades de Saúde

Linhas de Ônibus

Confira as principais linhas de transporte público.

Linhas de Ônibus

Confira datas e locais para vacinação

Por Raquel Barakat

A raiva é uma infecção viral mortal, transmitida para seres humanos através da saliva de animais infectados, geralmente ocasionado por mordidas, podendo também ocorrer através de arranhões ou lambeduras.

O vírus, assim que entra em contato com a corrente sanguínea, viaja até o cérebro, causando inchaço ou inflamação.

A raiva é uma doença com a taxa de quase 100% de mortalidade, tanto nos humanos quanto em animais. Segundo os últimos dados, no mundo, apenas cinco pessoas sobreviveram, mas apresentaram graves seqüelas neurológicas e motoras.

Entre os sintomas da raiva nos humanos, estão: produção de saliva em excesso, convulsão, febre, espasmos musculares, agitação e ansiedade, sensibilidade exacerbada no local do ferimento, formigamento e perda de função muscular.

Nos animais, os sintomas apresentados são os mesmos, incluindo aversão a luz (fotofobia), a água (hidrofobia) e paralisia geral.

Para evitar que essa doença se espalhe, é necessário ter em dia a vacinação dos animais domésticos e evitar contato com animais selvagens. Profissionais que atuam em áreas de contato com animais também devem estar em dia com a vacina.

Os transmissores domésticos e de fazenda mais comuns, são: gatos, cachorros, furões, vacas, cabras e cavalos. Entre os animais selvagens, estão: morcegos, castores, coiotes, raposas, macacos, guaxinins, gambás e marmotas.

Campanha de vacinação

A Secretaria de Saúde irá disponibilizar, entre os dias 13 de setembro a 5 de outubro a vacinação de animais domésticos e profissionais que atuam em áreas que tenham contato com animais. Veterinários e assistentes, pessoas que trabalham em laboratórios de diagnóstico, pesquisa ou produção de vírus da raiva, tratadores de animais, caçadores e trabalhadores florestais, fazendeiros e profissionais que preparam animais para exposição devem ser vacinados.

Medidas e precauções

Caso você tenha sido mordido por algum animal, seja ele doméstico ou selvagem, lave o local do ferimento com água abundante e sabão e procure imediatamente um centro de saúde. Forneça o maior número de informações sobre o acidente e a espécie. A raiva, se tratada antes de aparecerem os sintomas, têm cura.